UMA NOVA FRASE OU TROVA A CADA HORA CHEIA:

pensador.info

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

HÁ BEM POUCO TEMPO...

BLOG O PLEBEU
O fato é que, de fato, Adão, por estar triste e deprimido, cedeu uma costela.
E dela, Deus, na sua infinita bondade, fez maminhas, filés-mignons, muita carne de segunda, de primeira, incontáveis bofes, diversos buchos, carnes de pescoço de perder a conta...
Porém, com o passar do tempo, algumas de suas “criações” foram se transformando em outras espécies. Revelaram-se: antas, vacas, jararacas, surucucus, raríssimas pombas; várias baleias, poucas sereias... muitas piranhas. Até na culinária despontaram atuantes: docinhos de coco, biscoitinhos, gelatinas, pudinzinhos. E o mundo vegetal não ficou de fora, apareceram como: chuchuzinhos, uvinhas, (trepadeiras aos montes)... recentemente virou moda ser “fruta”. Nasceram: melancias, morangos, peras, abacaxis de montão. Apesar de toda essa salada, sem exceção, no final se transformam em maracujás murchos...
Mas o fato é que, de fato, os homens, até anteontem, continuavam perfeitos. Ainda representavam a “obra-prima” de Deus. Mas quem resiste às intempéries dos “tempos modernos”, às tecnologias, às heresias, às drogarias e, principalmente, às manias...? Começaram a sofrer as transformações que lhes cabiam e, ontem, completaram um ciclo. Novas espécies surgiram: gaviões, leões, pavões, ratos, macacos, garanhões, gatos, cachorros, jumentos, tubarões, galinhas, sem mencionar que nasceram também muitos “bananas”, pés de alface... sem falar nos famosos: pamonhas.
E hoje, sozinho, triste e deprimido... vi Adão, talvez arrependido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário